REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

terça-feira, março 05, 2013

Abrigo


Quando os temporais me estremecem o silêncio
Busco abrigo onde o poema traz-me aconchego.



2 comentários:

Crista disse...

Que sempre tenhas onde te abrigar,pessoinha mais amada!
Resposta que dei ao teu comentário lá no meu blog:
MAY LU...
Credooooooooo...que amorrrrrrr...se eu sou dona moça,tu és a mocinha virgem...ksksksksksks...
Beijão,sua linda!!!

edumanes disse...

Me deixa contigo abrigar
Se não te importa fico aqui
Tens beleza de encantar
O teu poema em silêncio li!

Um beijinho
Eduardo


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores