REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

sexta-feira, setembro 28, 2012

À espera das flores das manhãs


O meu olhar anseia as janelas abertas
Cravo no rosto um sorriso escancarado
E abro os braços num abraço...
À espera das flores pelas manhãs.
À felicidade que me há de chegar.
Aurora?
Sim!
É a chama acesa
Por cima das cinzas.
Cá dentro já não é noite,
É céu rasgado em cores.
Tão dentro de mim
Que me vaza arco-íris pelos olhos.
Fecho a porta atrás de mim
E invento o meu horizonte.
Por quanto tempo?
Até onde meu olhar alcançar.




Um comentário:

edumanes disse...

Uma rosa espera um cravo
Para suas pétalas perfumar
Seja branco ou encarnado
O importante é não se demorar!

Amanhã está a chegar
E o sol quase a nascer
A rosa tanto desejar
O cravo em suas pétalas receber!

Bom fim de semana para você.
Gente que é flor
Que também desejará receber
Um beijinho do seu amor!

Eduardo.


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores