REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

sexta-feira, março 16, 2012

Jardim esquecido


Jardim esquecido
Há tanto tempo
Sem cuidado
Antes tão vistoso
Agora permanece
pedaços de mim
Pétalas caídas 
espalhadas
deprimente
Parece que foi há séculos
Que deixei de te regar
De me envolver
Do teu perfume
Do mel adocicado
Dos teus pólens
Que deixei do simples prazer
De te cultivar
Jardim em mim... 

Silêncio...
Morreu a luz
Basta um olhar
Para ver a sequidão
Alma descrente
Sentimento perdido
Jardim esquecido
No escuro... Só penumbra
Esqueceu a doçura
Perdeu a ternura
Está sem cores
Escondeu-se atrás das sombras
Faz-se noite dentro de mim
No meu jardim...

Nenhum comentário:


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores