REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

domingo, março 04, 2012

Hoje me falta a alma


Hoje me falta a alma 
Que procuro 
Mas não vejo
Nem sei como respiro
suspiro
De lábios entreabertos
Absorvo e lamento
O vazio
Sinto-me assim como neblina
Que dissipa
Talvez eu seja só os pés
Plantados no jardim
Despetalada... destituída
De sentimentos
As flores foram colhidas
E jogadas dentro d´poça
Sinto-me só...
Só murmuro
Vencida... 
Sem mim.

2 comentários:

Andréya Rosa disse...

Tantas vezes me senti assim!
Confesso que ainda por vezes me
sinto sim...

Meu beijo!

Matheus-Poeta disse...

Acho que todos nós nos identificamos com esse tipo de escrita ainda mais quando é escrito perfeitamente detalhado e bem focado como a minha mãe escreveu , parabéns mãe , já sou seu eterno fã , já estou preferindo vc do que Clarice Lispector e Manuel Bandeira rsrsrs , bjs minha linda s2


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores