REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

segunda-feira, junho 09, 2014


Saibamos segurar a felicidade pelas mãos...
 Façamos com que os momentos de ternuras, 
De aconchego permaneçam um pouco mais. 
Não tenhamos pressa em abrirmos mãos 
Das pequenas delicadezas que a vida nos oferece.
 Por vezes precipitamos as atribulações às nossas vidas, 
Aos nossos dia a dia. 
É preciso acarinhar os sorrisos, os gestos, 
O olhar aos poemas que a vida nos escreve a cada dia. 
Que nos sejam doces...


Um comentário:

Eduardo Maria Nunes disse...

No peito tem dois seios...
e um bondoso coração
redondinhos perfeitos
No seu corpo tudo é perfeição!

Desejo para você amiga May Lu, uma boa tarde e uma beijo.
Eduardo.


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores