REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

sábado, fevereiro 15, 2014


Sonhos nos assombram
Quando os ventos nos varrem o ventre.
O silêncio esvoaça dentro...
Sonhos se tornam prisão
Quando a nossa alma caminha 
Sobre desertos de solidão.

2 comentários:

eduardo maria nunes disse...

Tens com certeza razão,
Se alguém por vontade
Nos magoa o coração
Prisioneiro da maldade
Sonhos são ilusão!

Resto de bom Domingo.
um beijo para você amiga May Lu,
Eduardo.

Patrícia Pinna disse...

Concordo com a poesia, isso é um fato.
A solidão acaba se deixarmos com todos os nossos sonhos e expectativas.
Precisamos sair desse estado e voltarmos para a felicidade, aos sonhos que não lembrem em nada um pesadelo como este.
Parabéns!
Beijos na alma!


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores