REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

quinta-feira, julho 25, 2013

Em ritmo de espera


Há uma solidão acordada por trás do seu sorriso.
Há um permanente outono amarelecido
A vazar do teu olhar.
As raízes do seu passado prendem-se ao seu presente.
E de mãos vazias de ti
Por vezes 
Ouso esperar que chegues a mim.
Em um tempo só nosso.

Um comentário:

edumanes disse...

Com um sorriso
Nos lábios, a menina voltou
Da praia ou do rio
Seu cantinho iluminou!

Boa tarde e um beijo
para você, amiga may lu.
Eduardo.


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores