REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

domingo, outubro 21, 2012

Meu sorriso clichê



Quem me vê com esse sorriso abraçando todo um mundo
Às vezes se engana.
Só aqueles que já despiram meus sentimentos.
Tiveram a oportunidade
Quase sem querer
De enxergarem-me um tão explícito inverno.
Desembrulhando-se por trás da minha face.
Portanto para alguns é bem mais fácil supor…
Poxa, como ela é feliz!
Apenas para ficarem com a boa impressão.
Pela conveniência de não lhes terem aos olhos
Uma alma vulnerável.
Por que se importariam?
A minha ferida não lhes doem.
sangue a escorrer-me não lhes tinge de escarlate...
O perfunctório dos corações.
E supostamente me retribuem o sorriso
Sem fitarem-me o olhar.
E eu da minha parte lhes poupo de tal embaraço
Ao usar esse sorriso quase clichê no rosto.


3 comentários:

Pedro Luis López Pérez disse...

Esa sonrisa cliché que llevamos por la Vida, a pesar de tantas preocupaciones que podamos transportar en nuestra Alma.
Precioso Poema.
Un abrazo.

edumanes disse...

O teu sorriso é lindo
Por ele me apaixonei
Verdadeiro amor é preciso
No teu sorriso o encontrei!

Por favor passa lá
No rima blog eu te dou uma flor
Para ti lá está
Uma escolha de valor!

Um beijinho
Eduardo.


O Profeta disse...

Se o mar adormecer em desvario
As ondas não mais se formarem
Se as gaivotas se perderem do ninho
As árvores mais altas tombarem

Se o dia não encontrar a manhã
As nuvens deixarem de chorar água pura
Se as pedras da ilha roubarem a cor ao verde
As tuas palavras deixarem de ser raiva dura


Boa semana


Doce beijo


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores