REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

segunda-feira, outubro 01, 2012

A esperança é uma criança


Procuro em mim 
A criança que ri inocente
Do brilho distante das estrelas.
Na imensidão da minha solidão
A criança se perdeu...
Porque insisto em seguir?
Quiça o direito de ser feliz!
Dentro de mim existe...
A criança que ainda não viveu.
Até que eu encontre o caminho...
...o retorno à inocência.
Ofereço-me estrelas...
Que me caem pelos olhos!
Uma constelação especialmente para mim.

  

Um comentário:

Claudio Poeta disse...

Muito bonito, minha amiga! - Abração


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores