REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

terça-feira, abril 03, 2012

Gosto de coisas simples


Gosto de coisas simples
Que me tocam a alma
E lavam minhas amarguras
Gosto de olhar para o céu
E ver o sorriso escancarado do sol
De ver o arco-íris cruzando as nuvens
Uma mistura de cores
Que me rasga aos olhos
São-nos presentes de Deus
Gosto de beijo na testa
Aliviada respiro o ar
Do profundo carinho revelador
Ternura imprescindível
Gosto de um abraço apertado
demoroso
Sincero... Caloroso
É-me aconchego
Gosto de andar de mãos dadas
Com os dedos entrelaçados
De sentir o coração na palma
Sinto-me segura
É-me necessário
É abrigo
Gosto de palavras soltas
Um papo legal
Alto astral
Sem preconceito
Que desce doce ao paladar
E permanece na boca
Que me faça rir despreocupada
Com as durezas da vida
Gosto de ouvir música com a alma
Esquecendo os tons
Apreciando os sons
Apenas deixando-me embalar
No meu próprio ritmo
Minha harmonia
Gosto de andar despreocupada 
Sem me importar com a hora de voltar
Sem pressa de chegar
Somente ir caminhando
Apreciando a liberdade
Olhando à volta
À frente...
Gosto de estar com a família
Superando as diferenças
Rindo juntos
Chorando mais juntos ainda
A doçura familiar
O ninho
Gosto de coisas simples
A essência
Que me deixa com saudades
Ansiosa para que novamente aconteça.

Nenhum comentário:


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores