REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

segunda-feira, março 05, 2012

Jogo de azar


Eu sigo arriscando
Para me livrar do tormento
Da loucura
As minhas outras
As não conhecidas
Só ouço sussurros
Tecem suas teias
Jogam o jogo
Chamam por mim
Jogo de azar 
Se eu ganho me perco
Se eu perco
Perco-me mais ainda
No labirinto estreito
tortuoso
Jogo as cartas
E observo
O que me acontece
Mas não me decifro
Só estarei livre
Quando acabar o jogo
Não haverá vencido
E nem vencedor
Caminho sem rastros 
Sem curinga...

Um comentário:

Matheus-Poeta disse...

adorei a poesia , fez inspirada no poker , eu aposto , kkk , bjs


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores