REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

domingo, março 25, 2012

Embriagada na saudade


Lá estava ela
Passando dias e noites
Á espera...
Embriagada na saudade
Novamente esperando ele ligar
Pegar no telefone só pra conversar
Falar que estava com saudades
E dizer que pensou nela
Começar com uma conversa 
Dizendo-lhe que se importa
Lá estava ela sempre a esperar
ansiando
 Vê-lo entrando pela porta
Deixando-a toda perplexa
Pela surpresa inesperada
Esquecida que vive esperando
Com ele sempre chegando
Entretanto a vida termina
Com ela esperando sozinha
Por alguém que nunca chegou.


Nenhum comentário:


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores