REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

quinta-feira, fevereiro 16, 2012

Zumbis


Por onde andamos?
Nem fim... Nem começo

(É meio)

Meio de tudo... Meio de nada
No meio do caminho
Na encruzilhada
Meio humanos

(No meio)

No isolamento
Do sofrimento alheio
Só olhares desencontrados
Meio coração... Meio cristão
Meio afastados da família
Numa presença distante
Meio animais... Meio vítimas
Pela conveniência
De se mantermos a distância
Da dor
Meio dentro... Meio fora

(Um meio)

De não se deixarmos tocar
Pelo amor
Amor a Deus
Ao próximo
A vida
seguimos
Meio vivos... Meio mortos
Num mundo
De meias verdades
...
Cadê você?
Porque me olha e não me vê?
Cadê você?
Aqui do meu lado.


Nenhum comentário:


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores