REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

domingo, fevereiro 12, 2012

Uma vez mais


Divago
Um vazio cheio de ar
O silêncio já não tem falas
As letras estão sem temas
Desertou o enredo do poema
Não sinto a carícia nas letras
O interior está sem olhos
Assim sendo
Eu grito
Que se houver
Uma única sílaba
Que se mostre inteira
E uma vez mais
Eu possa no silêncio
Ter a sensibilidade
Do chamado... Do convite
A poesia.


Nenhum comentário:


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores