REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

quinta-feira, fevereiro 16, 2012

Sonho sonhado sozinha


Quando mesmo que errei?
Foi quando lhe confiei meu amor
E em vão esperei resposta
Eu o esperei
Abri a porta  
Do meu coração
De braços abertos
Sem disfarces
Sem mistérios
Ansiosa, o aguardava.
Como um livro aberto
Palavras desnudas
Sedenta, da sua fonte.
Para descobrir, enfim.
Que debalde teci sonhos
Enquanto esperava 
Pelo toque de suas mãos
Sob o luar da lua cheia
&
Rendida estaria
Inunda por toda a vida
...
Por fim compreendi
Que tudo não passou de poeira
Lá onde esperei Pela vida.


Nenhum comentário:


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores