REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

domingo, fevereiro 19, 2012

Refúgio


Logo depois da sombra
Percorro ao alcance
Da borboleta
Não retorno
Persigo as asas dos sonhos
Enfim,
acordo 
Eu vejo que nunca parti
Sou dois olhos abertos
Do incerto
No secreto
Da vida
A semente a ser germinada
Ser vivida
Ainda estou preparando
Para caminhar
Enquanto isso
Levito nas nuvens 
Até que caia água
Límpida e fértil...
De regresso.


Nenhum comentário:


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores