REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

segunda-feira, fevereiro 20, 2012

Até o amanhecer


Não me deito sobre a solidão
Ela que se deita sobre mim
Impele-me brutalmente suas teias
Zomba das sombras que me abraça
Enquanto espero em sonhos te beijar
...
Deitada em penumbra adormeço
Dando uma pausa na solidão
Espero que venhas a mim 
Despida de todos os medos
Acordada para todos os prazeres
...
Até o amanhecer... Nunca é suficiente
Aguardo a noite outra vez...

Nenhum comentário:


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores