REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

quarta-feira, outubro 08, 2014


Sim, eu sinto, e muito...
Pois a minha essência é sentir.
Sinto desde a tempestade dentre o silêncio
Até o silêncio dentro a tempestade.
Porquanto muitas vezes,
O meu silêncio é a própria tempestade.
Mas dentre os sentires que me envolve...
O mais gratificante me é a doçura de viver.
Porque o bonito que me fica é esse aprendizado
Que a própria vida me ensina...
Que é o de me amar, entre o meu caos e as minhas dores.
Pois só quando aprendi a fazer as pazes comigo mesma
Foi que compreendi que é preciso perde-me
Para me encontrar.

3 comentários:

✿ chica disse...

Lindo esse sentir! beijos, tudo de bom,chica

Edumanes disse...

Isso é que é sentir!
no silêncio a tempestade
dar um beijo a sorrir
no desejo da vontade.

não apoquentam, sem vontade, desejos,
sem amor e sem felicidade tristes vidas
quem sente nos lábios amargos beijos
dos olhos, no chão deixa lágrimas caídas!

Gostei do seu poema,
na tempestade da imaginação
fez as pazes com você mesma
deu tranquilidade ao coração!

Desejo-lhe uma boa noite e bons sonhos, um beijo.
Eduardo.

Eu...Suzana disse...

As vezes é nos perdendo que nos encontramos, pois a vida sabe perfeitamente o que é necessário para cada um de nós.
Um beijo grande para ti May Lu.


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores