REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

domingo, abril 27, 2014


Porque permanência também é se surpreender...
Com os sabores que vão ficando
E adoçando de mansinho
 Uma relação feita de carinho
De toques e retoques
Aqui e acolá
É aquele sentimento bonito
Que quando acontece
Sabemos que vai pousar. 
Pois as preciosidades 
Só permanecem nas mãos...
Daqueles que as sabem apreciar.

4 comentários:

Evanir disse...

Se cada um dos nossos sonhos pudessem criar novos tempos,
novas esperanças e iluminasse cada amanhecer,
a cada novo dia pudessemos
escrever uma nova história,
a vida seria repleta de certezas.
Mas, a vida é cheia de incertezas,
e é isso que nos estimula a sonhar e
a depositar nossas esperanças no amanhã, sabendo que,
o hoje é uma fonte inesgotável de benção
de possibilidades de ser feliz.
Um abençoado final de Domingo.
Uma nova semana repleta de realizações
que seja dias de felicidades suprema.
Beijos e meu eterno carinho..
Evanir.

Eduardo Maria Nunes disse...

Assim tocando na pele macia,
Suavemente, sentindo a sensação
Passando com a mão na doçaria
Numa amorosa deliciosa relação!

Delirando com o prazer,
Quando se liga a ignição
Começa o corpo a arder
De seguida dá-se a explosão!

Tudo de bom tem o teu poema,
Bem recheado de sensações
Combinando bem com esse tema
Com tanta suavidade, faz vibrar corações!

Tenha uma boa noite e bons sonhos
Depois do teu poema ler
Pensei nos teus olhos castanhos
Quem me dera de perto os poder ver!

Um beijinho para ti amiga May Lu.
Eduardo.

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde querida May..
a vida só brinda com harmonia e amores aqueles que a vibração assim permitir..
se estamos bem com a gente tudo vem até nós para desfrutarmos puramente.. beijos e até sempre

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde querida May..
a vida só brinda com harmonia e amores aqueles que a vibração assim permitir..
se estamos bem com a gente tudo vem até nós para desfrutarmos puramente.. beijos e até sempre


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores