REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

sexta-feira, março 08, 2013

Vivo assim...


 O meu olhar sempre anseia
Num desespero mudo
A presentear-me por dentro
Com as belezas que me passam despercebidas
Enquanto caminho pelos meus desertos
Pois que caminho a procura de mim.


6 comentários:

✿ chica disse...

Linda procura em poesia! beijos,chica

Ricardo e Regina Calmon disse...

GIRASSÓLICA PESSOA POETA:

BRAÇADAS DE GIRASSÓIS TRIBUTANDO VOSSO DIA

VIVA LA VIE

Maria Rodrigues disse...

Penso que passamos a vida à procura de nós próprios. Tão lindo.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Siempre estamos caminando por esos desiertos, buscando oxigenarnos en un Oasis que siempre necesitamos.
Abraços.

Malu Silva disse...

Esta forma de procura, cheia de sensibilidade e sonhos... linda!!!
Um grande abraço.

Postei na minha página de reflexões no face, com os créditos, claro!!!

Lola disse...

Que lindo.
Sensibilidade aliada à poesia
só pode dar em algo lindo.


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores