REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

sexta-feira, março 22, 2013

O poema


Uma flor...
... Não desabrocha num instante.
A vida observa os sinais do tempo
Como quem espera um nada.
Enquanto alimenta e ensina
Com a sabedoria de mestre.
O gigantesco útero que nos abriga.
O verdadeiro permanece.
ar
seiva
É a vida...
 .... O poema.


4 comentários:

Mary disse...

Oi May!O que é verdadeiro permanecerá vivo sempre, mesmo quando a vida deixar de existir.

Lindo poema, verdadeiro e profundo.

Obrigada pela sua visita.

Bjo

edumanes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
edumanes disse...

O poema encontrei
E may lu, em seu cantinho
Na seiva da vida,bem sei
A voar vi um passarinho!

No jardim uma flor
Com o amor sonhei
No corpo sentia calor
Na água mergulhei!

Bom fim de semana,
um beijo. Eduardo.

ᄊム尺goん disse...

O que eu faço, é uma gota no meio de um oceano. Mas sem ela, o oceano será menor.
Madre Teresa de Calcutá


Lindo poema, abç


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores