REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

terça-feira, dezembro 11, 2012

Destino


O destino une, separa
Apaga e escreve novos caminhos.
Porém, nem sempre tem a força necessária
Para apagar o antigo escrito.
Criando assim uma espera sem fim...
Pelo final desafiador do inverno.
Gerando uma estampa pálida e borrada
Nas estações da vida.
...
Às vezes o destino é feito de horas sem tempo
Ele passa rápido, em redemoinho.
Arrancando as folhas do calendário.
Dissipando os dias
Consumindo as horas.
Deixando no ar um amargo...
Pelas lacunas não preenchidas.
...
No entanto
Ele também pode acariciar uma longa viagem...
Brincando com as tintas de uma tela em branco.
Embala o tempo com esperança e leveza
Tendo a evidência das nuances dentre as cores.
A escorrer-lhe em pinceladas piedosas 
Pelas pontas dos dedos.
...
Isso significa que o seu toque pode ser...
Rude ou suave
Gélido ou quente.
Mas é fato 
Que muita coisa depende da gente.

2 comentários:

Malu Silva disse...

Ai que isto é transmissão de pensamento. Estava vindo aqui quando vi seu comentário...

Nosso destino somos nós quem escolhemos mas ele é traçado por uma força maior que está além de nós. Creio que nos é dado um bom destino e outro não tão bom assim e depois o livre arbítrio para escolhermos qual dos dois queremos de acordo com nossa evolução...
Acho que é mais ou menos assim...
Abraços

edumanes disse...

As cores da tua vida
A vida com o teu amor
Que seja feliz vivida
Com o perfume da flor!

Num jardim do paraíso
No teu rosto alegria
Nos teus lábios sorriso
Com tua beleza e simpatia!

Nos teus olhos um desejo
De paixão e felicidade
No teu coração perfeito
Junto dele mora a saudade!

Boa noite para você,
amiga may lu, bons sonhos
um beijo Eduardo.



O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores