REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

segunda-feira, outubro 08, 2012

Viagens em teu jardim


Hoje há somente afagos em minhas mãos.
Trago-as molhadas de orvalho
Para que nunca deixam de florescer.
E suavemente amanheço poesia.
Meus pensamentos sobrevoam
A imensidão do tempo.
E cá estou eu.
Devaneio...
Passado, presente e futuro.
Divago em rimas e estrofes.
Palavras ganhando vida... Minha essência
Em viagens de idas e voltas.
E aqui em teu jardim
Faço-me brisa a desfolhar as tuas rosas.
Que se descortinam em idílio.
Embaralhando no ar doce perfume...
 Fragrâncias que recolho
Para o meu aconchego inspirar.
Um interlúdio de sentimentos
Onde se sobrepõem os pensamentos de um poeta.

Um comentário:

Mari@ disse...

Que maravilha de postagem! Brigada pelo pela visita beijo.


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores