REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

domingo, setembro 09, 2012

Janelas para o mundo


Suavemente
Abri as janelas para o mundo
E me abriguei sob as estrelas.
Com os bolsos cheios de delicadeza
E sonhos à prova d'água
Cantei e dancei na chuva.
Sem pressa 
Fiz o meu caminho através das nuvens.
E descobri a cada dia
Lindas paisagens na alma
Que recolhi aqui e ali.
Desde então
Caminho de mãos dadas
Com a felicidade.
Sem partida e nem chegada
Somente uma viagem.

Um comentário:

edumanes disse...

Sob a luz do teu olhar
Teus lindos olhos vi
Pela janela vi o luar
E a dizê-lo estou aqui1

Vi a chuva a cair
A água na terra a correr
Os teus lábios a sorrir
Vi o sol a nascer!

Resto de bom domingo
para você amiga may lu,
um bjo
Eduardo.


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores