REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

sábado, junho 09, 2012

É preciso mergulhar no profundo!



Deixa-me emprestar-te meus olhos,
Para que possas desnudar-me por dentro.
E ver-me pela fresta, a alma.
Livre, lírica, intensa...
Onde sou dona do tempo
A pausa e o adianto.
Busco o tempo passado,
Faço um tempo novo.
Onde me perco e me acho...
Sou eu, sou tantas outras!
Nua, crua
Dos sonhos, de mim mesma.
Onde caio, levanto.
Sangro, 
Mas, não morro.
E mesmo com dor,
Ouso levantar novamente,
De novo
E de novo!
Enfrento meus medos
Minhas desilusões e paixões. 
Deixa-me emprestar-te minha boca
Para que me sinta a alma quase a sair por ela.
Em acordes de sentimentos.
E possas ver que há em mim
 Uma janela que pode ser aberta.
Há um jardim a ser visitado
Há muita felicidade a ser conquistada.
Respire
Minha inquietude que acalma.
É preciso mergulhar no profundo
Para que sintas
Que sou feita de fogo e águas.
Sente-me
O que desde sempre busco e vivo.
Meu eu, inteiro.

4 comentários:

Tim disse...

Tambem já descobri que com uma mulher das suas fases e dons, é realmente necessário mergulhar até o fundo de quem você é para descobrir a verdade, e tentar deixar você feliz e segura no nosso amor....te amo!

edumanes disse...

Deixo sim
Teus olhos lindos ser
Que seu brilho não tenha fim
Quem me dera de perto os poder ver

Buscando o tempo passado
Para o futuro a caminhar
Pelo presente continuado
Seguindo, em frente sem parar!

Bom fim de semana,
um beijo
Eduardo.

Eu.....Suzana disse...

Se alguém quiser conhecer o verdadeiro eu feminino de uma mulher é necessário entrar no fundo de sua alma e só assim poder conhece-la. Lindo poema amiga, beijos e um bom domingo.

Simone MartinS2 disse...

Boa noite...renascendo sempre como a FENIX das cinzas, levantamos e caimos, mas não envergamos nunca!
Lindo poema, semi desnuda, só conhece tua alma quem tem olhos puros...Bjinhos carinhosos!


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores