REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

terça-feira, junho 26, 2012

Alma


Alma...
É a florescência enviada dos céus.
Liberto a minha alma 
Que rasga o véu do tempo
E tudo acontece...
No poema que emerge.
Gosto do encanto desse encontro!
Quando rompe a raiz da memória
Até o último pensamento.
E os sentidos se projetam
Até o derradeiro olhar.
É a vida não para...
Sim, é a vida.
Pedindo um pouco mais de tempo
Pedindo um pouco mais de alma
No poema que emerge.

4 comentários:

Eu...Suzana disse...

É a vida transbordando feito poesia junto com a sua alma!! Belos versos querida amiga. Beijinhos!!

Tatiane Salles. disse...

Alma doce, que transmite a pureza da vida.
Lindos versos...
Parabéns!


Uma ótima tarde de quarta-feira.
Grande abraço.
Tatiane.

http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

Att.

A VIDA É UM ETERNO APRENDIZADO disse...

Olá!
Nossa vida é todos os dias transbordada por coisas imagináveis.E fazemos dela um eterno aprendizado.
Grande abraço
se cuida

Tim disse...

Muito legal o sentimento dessa poema...que nossa vida continua sempre envolvida com sonhos, e almas cheias de felicidade!


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores