REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

sexta-feira, maio 18, 2012

Essa dor que aqui sangro


Entre a sensatez e a loucura
 Percebo que não existe mais cura
Hoje vou pegar todas as cores 
E sangrarei em uma só
Em vermelho escarlate
A escorrer-me nas pontas dos dedos
 E finalmente tudo virara pó
Ceifarei as promessas
Desgarrarei dessa teia
Hoje é um dia de inverno duro
Acabou os sonhos
É esse o momento da verdade
Onde tudo foi feito por mentira
Não há mais como deixar guardado
Não há mais nada a ser selado
Nada mais pode ser colado
Essa dor que aqui sangro
Foi tudo que me restou.

Nenhum comentário:


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores