REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

segunda-feira, março 05, 2012

Na esfera... À espera


Do abismo vê-se o céu
Em movimento... Na esfera
Estamos todos 
Sob o mesmo sol
Olho-me sem espanto
Em encanto
Rasgo minhas entranhas
E contemplo
A mulher
Fenda de mim
Na esfera... À espera
Que me arranque do peito
O coração
Pulsante... vermelho
De vida
Dilatando-se no espaço
Em conhecimento
Com o desconhecido
Num ritual atávico
Dos amanheceres
Fora e dentro de mim
Dizendo-me que respiro
Da neblina dos tempos
Encontro-me.

Nenhum comentário:


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores