REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

domingo, fevereiro 19, 2012

Raízes


Escrevo para não morrer 
Dentro de mim
Para ser eu constantemente
Finco raízes 
Em cada sílaba escrita
Onde os frutos são doces
Esqueço as amarguras da vida
vivo
A fragilidade de uma pétala
caindo
Exibo toda a clareza
De corpo e alma
Sem mutilações
Só a veludosa textura
A essência
Permaneço em mim
Sem os abismos do medo
Dos sonhos roubados
Fico cara a cara
Comigo mesma
Só poesia.


Nenhum comentário:


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores