REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

segunda-feira, fevereiro 27, 2012

Cheiro de poesia


Tão bom é sentir o cheiro da poesia
Tem cheiro da minha casa
De lua cheia... De maresia
Das ondas lavando a areia
Minha poesia tem cheiro
Cheiro do amor chegando
Dos meus olhos presos nos seus
Cheiro doce dos teus lábios nos meus
Até mesmo o cheiro do cigarro
Já me tornou comum
Deixa traços no ar da sua presença
Que para mim é o cheiro mais esperado
Cheiro de abraços demorados
De afagos e carinhos
Sem tempo certo de acontecer
Cheiro de prantos e risos
Da surpreendente mistura
Das cores das nossas vidas
Cheiro de maça e canela
Dos ventos em nossa janela
Cheiro de esperança...
Enchendo o ar de promessas
Bom também é sentir
O cheiro acolhedor 
De torta e bolos sendo assados
 Dos amigos na porta
Dos laços sendo apertados
O cheiro bom de pertencer...
São tantos cheiros misturados
No cheiro doce do amor
Com cheiro de poesia.

Nenhum comentário:


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores