REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

segunda-feira, junho 20, 2011

Meus olhos Minha Poesia



Nos meus olhos que moram a poesia
São neles que está minha verdade
Os meus sonhos... Minha magia
Através deles meus vôos...  A liberdade.

Se quiseres saber quem eu sou
Olhe-me de dentro prá fora
É bem lá no fundo que estou
É onde minha alma impera senhora.

Em meus olhos verás sentimentos
Minha paz e meus tormentos

Pedaços misturados de mim.

Um comentário:

Tim disse...

Meu anjo, essa poema é uma das mais lindas que tens escrito recentemente, não negativa más expondo o que é verdadeiramente você!

E os seus pedaços vão se juntando cada dia mais colada, mais inteira, mais restaurada para a mulher, ora, moça, ora menina que eras sem as fantasmas e demônios do passado que lhe aflitam!

Não vejo o dia quando a anjo May puderá dizer que está totalmente sarada, e os pedaços tem reunido numa mulher realizada e inteira novamente!

Muito amor e beijos....


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores