REVELAÇÃO

Pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.


Oswaldo Montenegro

segunda-feira, junho 27, 2011

Horizontes


Olhei ao meu redor,
Leste, oeste, norte, sul;
No meu peito uma dor,
De tanto céu azul.

A terra toda seca
Encerra meu viver;
E faz a sua perca,
Um motivo de morrer.

Meus olhos vão passando,
D’um lado para outro;
O tempo vai voando,
Enxergo mais um pouco.

Más no final do dia,
Quando tudo é contado;
Minha alma anda fria,
Por falta do passado.

Amor perdido, sombras,
Lembranças do que era;
Vivendo no passado,
Deixa-me uma fera!

Más vai chegar um dia,
Preciso esperar;
Acaba agonia,
Amor eu vou achar.

Amores vêm,
Amores vão;
Feliz quem tem,
Amor no coração.

Seja ele cuidado,
Para que dure,
Esteja lado a lado;
Tenha amor, segure.

Já tive grandes amores,
Perderam-se sem razão;
Um mundo sem cores,
Deixou-me na solidão.

Cada segundo,
Minha agonia,
Assim meu mundo;
Á espera de poesia.

Timóteo Jertberg  e May Lu

Nenhum comentário:


O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distância. (May Lu)

flores