REVELAÇÃO

"Hoje,

Caminho de mãos dadas

Com a felicidade.

E uma enorme vontade de viver...

Sem partida, nem chegada.

Somente uma viagem..."

May Lu

"Todas as manhãs ela deixa os sonhos na cama,

Acorda e põe sua roupa de viver."

Clarice Lispector

"Porque metade de mim é partida

Mas a outra metade é saudade"

Oswaldo Montenegro

cultivando flores

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."
O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distancia. (May Lu)

terça-feira, 31 de março de 2015


Se não fores capaz de contemplar
a exposta nudez da minha alma...
Tampouco serás capaz de receber
a intensidade do meu amor.




Borboleto por aí...
E borboleta que sou
Atrai-me o perfume das flores
Atrai-me esse seu carinho ofertado de cada dia
Esse amor colocado nas pontas dos dedos
E dispensado a tantos corações...
Sim, isso mesmo!
Estou falando com você
Aí do outro lado da telinha
Que me cativa com suas ternuras
Com o teu capricho em querer agradar...
Com o seu tempo dispensado a nós
Para nos trazer um pouco de afago na alma
Cativa-me esse seu afeto gratuito
Que da minha parte recebo com carinho...
Grata sou sempre...
Pelo perfume que em meu coração fica
Dos teus enternecimentos compartilhados.


terça-feira, 24 de março de 2015


Preste atenção nos sinais de Deus
É onde as ternuras acontecem...
Para estes sinais não há falhas e nem erros
Eles falam tão somente de amor!
E sempre haverá uma ternura *Dele*
Enviada especialmente pra você.



Às vezes é preciso banhar-me um pouco mais das ternuras
Para pacificar-me dos desafetos que rondam por aí...
É que as amorosidades não cabem em certos corações.



domingo, 22 de março de 2015


*´¨)*
¸.•*¸.•

Perfumar-se de flores significa crescimento...
É quando somos capazes de desenvolver as nossas ternuras
Apesar de...
... Da falta de sol em dias de chuvas
Da falta de chuva em dia áridos.
Perfumar-se de flores é quando não se perde a fé
Apesar da realidade não ser a esperada.
É quando os brotamentos, teimosos que são...
... Estendem os seus braços e nos enternura o coração.
É quando somos gratos pelo que temos
E não pelo que desejamos.



sábado, 21 de março de 2015


Quando as ternuras não nos cabem mais no coração
Elas transbordam em forma de amor...
Se deságuam em forma de afetos, toques,
Carícias e proteção.
Tornam-se levezas afagadas e ofertadas
Pois levezas não nos pertencem
São enternuramentos que Deus nos oferece
Para fazermos um caminho bonito...
Que assim seja!!

terça-feira, 17 de março de 2015


Não, eu não nego...
Que já tive vontade de ferir quem me feriu,
Que já quis revidar a altura ou talvez até além...
Pois é tão mais fácil “dar o troco”,
“Pagar na mesma moeda”,
Colocando em prática a abolida lei...
Do “olho por olho, dente por dente”.
Mas, isso me faria mais digna?
Ou me traria paz comigo mesma?
Certamente que não.
Ao revidar as ofensas ao pé da letra
O outro estaria colhendo o que plantou?
Se é como dizem por aí...
Que "cada um colhe o que planta"
Pode até ser que sim.
Mas, e eu? Estaria colhendo o que plantei?
Não, creio não.
Pois se eu semeio amor espero colher amor...
É isso que espero colher do meu jardim.
E não é semeando ou esparramando mais ervas daninhas
Pelos canteiros, que eu vou conseguir esse propósito.
Por isso não estranhe o meu recolhimento
E às vezes, até certa doce de isolamento...
Pois não vou bater de frente
Com os infortúnios... Das almas sem levezas.
Eu prefiro a paz do meu silêncio.
Afinal doce e permanente, é o perfume das flores...
Que permanece na concavidade da minha alma.

domingo, 15 de março de 2015


Dizem que tristeza triste
É uma tristeza em pingos...
De um alagamento que nos atravessa o peito 
Das lágrimas choradas dentro.




O que me fere cada vez mais
É o amor que deixamos de dar...
Por capricho, por não saber perdoar,
Por não saber receber e também ofertar
Ou simplesmente por não saber amar.


sexta-feira, 13 de março de 2015


Deitando as pegadas pelo caminho
De repente eu compreendi
Que por muito longa que fosse a distância
Não me era importante
Pois os sonhos, eu os carregava comigo
E tratei de apreciar as delicadezas
Enquanto me refazia do cansaço.


quarta-feira, 11 de março de 2015

O coração sabe se refazer em milagre...


Vivemos com os nossos pedaços deixados pelos caminhos
E tantos outros entrelaçados em pedaços de outras pessoas
Mas o bonito milagre disso tudo é que de certa forma continuamos inteiros...
Mesmo quando temos a sensação de sermos apenas um grande vazio.
Pois essa caixinha mágica chamada coração
Continua funcionando, apesar de.
Sim, as nossas dores às vezes nos trazem limitações...
Pois as dores mais profundas são feitas de silêncio e espera.
E tudo o que queremos nessas horas é um colo que nos acolhe
Porém, se assim não o pode ser
Que nos respeite o sofrimento!
Porque muitas vezes para nos salvamos é necessário doer
E quiçá, nos seja necessário sangrarmos...
Até que nos irrigue por dentro
E toda a dor deixe de ser sofrimento.


terça-feira, 10 de março de 2015


Se a vida não nos pode sempre ser doce... 
Que não nos tire o prazer de saboreá-la, apesar dos seus amargos.



O bonito da sobrevivência é a gratidão que permanece
 Pelo gesto e toque de ternura que nos fica na alma...
Deixados por aqueles que não desistiram de nós.
São esses preciosos afagos de amorosidades
Que não nos permite o desencanto
E a desistência,
De tantas e tantas vezes seguir em frente.
Pois esse afeto ofertado e cultivado
É-nos sempre restaurador...
Logo que,
A presença Divina habita nos laços de amor.

segunda-feira, 9 de março de 2015


Afinidade é essa sensação bonita que me acariciou por dentro
Quando a minha alma você acariciou...
E num instante eu soube que tudo ficaria certo.
Pois quando desenhaste as tuas pegadas ao lado das minhas
Eu encontrei o caminho...
Talvez não seja sempre uma jornada suave
Mas com certeza eu tenho o andar mais leve.


sábado, 7 de março de 2015


Tem dias que é preciso mais...
Que o próprio tempo, que a própria vida.