REVELAÇÃO

"Hoje,

Caminho de mãos dadas

Com a felicidade.

E uma enorme vontade de viver...

Sem partida, nem chegada.

Somente uma viagem..."

May Lu

"Todas as manhãs ela deixa os sonhos na cama,

Acorda e põe sua roupa de viver."

Clarice Lispector

"Porque metade de mim é partida

Mas a outra metade é saudade"

Oswaldo Montenegro

cultivando flores

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."
O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distancia. (May Lu)

terça-feira, 18 de março de 2014


A vida não me é inebriante, mas também não me é triste.
Tão somente me há certa angustia nos dias vividos...
 Uma saudosa e doce melancolia adormecida no peito.
Pois diante as tempestades desbravei os silêncios...
E dentro dos silêncios depositei minha urgência de fuga,
Criei minhas asas e o meu porto-solidão.
E é como se não me amanhecesse o dia.
Ao mesmo tempo em que me torna impossível
Repousar sobre os dias idos...
Sobre os aranhões na alma, 
Sobre os meus pedaços recolhidos aqui e ali.
Pois que, me falta uma porção.
E sinto saudades de mim!
Dos bocados que me foram tirados.
Não que isso signifique que eu cultive a tristeza.
Todavia, sinto saudades dos sonhos, dos risos...
Que me foram usurpados.
Sinto saudades dos caminhos que não percorri,
Mas que foram feitos para mim.
Eu sabia e sei que estão lá, em algum lugar.
Pois eu os conheço e os sei de cór em cada canto e recanto.
De uma forma inexplicável eu senti os seus ventos,
Seus aromas e as suas ternuras sobre minha pele.
E sinto saudades de uma época em que fui inteira...
Sim, eu sinto saudades da minha alma
E do meu coração em um único lugar.