REVELAÇÃO

"Hoje,

Caminho de mãos dadas

Com a felicidade.

E uma enorme vontade de viver...

Sem partida, nem chegada.

Somente uma viagem..."

May Lu

"Todas as manhãs ela deixa os sonhos na cama,

Acorda e põe sua roupa de viver."

Clarice Lispector

"Porque metade de mim é partida

Mas a outra metade é saudade"

Oswaldo Montenegro

cultivando flores

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."
O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distancia. (May Lu)

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Estou de caso com a vida


A caminhada às vezes pode ser longa e árdua.
Porém, tenho essa vontade bonita de seguir em frente.
Às vezes meus passos vacilam, caio.
Mas no instante seguinte estou de pé.
Aprendo com a vida...
Carrego na alma minha gratidão
Pelos meus fracassos momentâneos.
Foram-me preciosas lições...
O encorajamento para prosseguir caminhando.
Muitas coisas não saíram de acordo com meus planos.
Entretanto foi a sábia experiência que a vida me ofereceu.
...
Quero que meus passos alcancem além
Do horizonte que meu olhar desenha...
Enquanto sigo flertando 
Com os dias que a mesma me presenteia.
Não tenho uma bússola ou uma rota definida
Unicamente improviso...
É assim que me permito viver e sonhar.
Esta é a minha vida à ser vivida
O verbo existir para mim não basta.
Anseio muito mais...
Quero o inteiro da vida.
Aquele inteiro que me vira do avesso
E me revela em amplitude...
De cores e sabores.
Quero da vida todos os seus amores.
...
(Pois cá dentro, me há muito espaço, para as doçuras da vida.)

A vida das palavras.


Quero as palavras em asas de borboletas.
A fim de que floresçam ousadas
Para fora dos pensamentos.
Palavras sem fronteiras,
Sem fim...
Quero palavras
Dentre sorrisos escancarados
Até as lágrimas escorridas.
Palavras com alma, nas pontas dos dedos.
Quero palavras como pétalas...
Que se soltam.
Em voo livre, sem pára-quedas.
E pousam em solo fecundo
Diante à olhares sedentos.
Palavras são emoções em movimento...
Deslizam fugazes, como um sopro.
Ou tempestivas, como um ativo vulcão.
Palavras são rastros,
Pegadas de vidas...
Revelando a concretude dos pensamentos.
Palavras a deriva
Cruzadas, inventadas,
Perdidas e achadas.
Palavras que salvam e condenam.
Já nascem fecundas...
De primorosos contrastes e texturas.
Cada qual com seu estilo.
Palavras imortais e infinitas.
Palavras de muitas falas!
A fonte...
... A ponte
Entre o real e o imaginário.
Palavras respiram.