REVELAÇÃO

"Hoje,

Caminho de mãos dadas

Com a felicidade.

E uma enorme vontade de viver...

Sem partida, nem chegada.

Somente uma viagem..."

May Lu

"Todas as manhãs ela deixa os sonhos na cama,

Acorda e põe sua roupa de viver."

Clarice Lispector

"Porque metade de mim é partida

Mas a outra metade é saudade"

Oswaldo Montenegro

cultivando flores

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."
O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distancia. (May Lu)

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Solidão embrionária



Agrilhoada no arrastar das asas do tempo
Na longa espera pela libertação
A melancolia embrionária não adormecia.
E enquanto lá permaneceu
Mergulhou em doído silêncio
O silêncio da espera
Muito além da sua escolha.
Sedosamente envolvida no dolorido casulo
Aguardou pelo momento da metamorfose.
Numa ávida sofreguidão de quem pela luz espera
Temeu pelo precioso momento.
Mas, eis que chega o instante desejado...
Com certa dose de ansiedade
Removeu-se do alvéolo
Abriu suas magoadas asas
E levantou voo.
com polida "indulgência" compreendeu
 Que a diferença entre o voo e o casulo
É apenas uma linha tênue.
 Revelando os opostos fundamentais da vida.
Onde as concepções dos mesmos se revelaram "similares"
Um território de dolorosa solidão
Que está muito além do ornamento das cores.