REVELAÇÃO

"Hoje,

Caminho de mãos dadas

Com a felicidade.

E uma enorme vontade de viver...

Sem partida, nem chegada.

Somente uma viagem..."

May Lu

"Todas as manhãs ela deixa os sonhos na cama,

Acorda e põe sua roupa de viver."

Clarice Lispector

"Porque metade de mim é partida

Mas a outra metade é saudade"

Oswaldo Montenegro

cultivando flores

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."
O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distancia. (May Lu)

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Sensação



Com suas plumas agridoces
O vento acariciava o silêncio
Senti-o atentamente.

A menina que há em mim


A menina que há em mim
Tem um sorriso distante
Que já sorriu pra mim
A menina que há em mim
Um dia bordou asas nas nuvens
E pela imensidão voou
A menina que há em mim
Tinha quase nada... 
...tinha quase tudo.
A menina que há em mim
Esta por ai...
Na lembrança de um poema.

O silêncio fala


O silêncio é o grito da alma.
É quando as palavras se calam
E o mistério cria falas...
Na brisa mansa da madrugada.
Na indolência da dormência da noite.
Na ternura das folhas do outono
Que jazem esquecidas no chão.
É quando se ouve o som
Da árvore que brota no campo.
E Também se ouve o balé sem som
Das estrelas riscando o céu.
É quando se pode ouvir a magia
Dos brotos dando vida aos seus sonhos
Enfim...
O silêncio é a linguagem perfeita
O idioma falado
Somente pela alma dos poetas.

O poeta no papel


O poeta aguça os sentidos...
Acordando as palavras.
E estabelece uma linha
 Conjugal com a escrita.
Colando os pedaços que faltam 
Da poesia que escoa pelo tempo.
Somente a alma de um poeta 
Consegue sentir essa carência.
O essencial...
Alimento das emoções
Que nutre o poema.
O poeta relata tudo que há
E o que não há.
Concebendo dentro das letras.