REVELAÇÃO

"Hoje,

Caminho de mãos dadas

Com a felicidade.

E uma enorme vontade de viver...

Sem partida, nem chegada.

Somente uma viagem..."

May Lu

"Todas as manhãs ela deixa os sonhos na cama,

Acorda e põe sua roupa de viver."

Clarice Lispector

"Porque metade de mim é partida

Mas a outra metade é saudade"

Oswaldo Montenegro

cultivando flores

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."
O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distancia. (May Lu)

terça-feira, 26 de junho de 2012

Alma


Alma...
É a florescência enviada dos céus.
Liberto a minha alma 
Que rasga o véu do tempo
E tudo acontece...
No poema que emerge.
Gosto do encanto desse encontro!
Quando rompe a raiz da memória
Até o último pensamento.
E os sentidos se projetam
Até o derradeiro olhar.
É a vida não para...
Sim, é a vida.
Pedindo um pouco mais de tempo
Pedindo um pouco mais de alma
No poema que emerge.

Perseverança ou teimosia?


Nas mãos se aconchegam
Novos gestos
Novos momentos...
Novos sentimentos tornam-se vida.
Chama-se a isso perseverança
ou
Quem sabe seja apenas teimosia.
Abrindo janelas no tempo...
Libertando sonhos adormecidos
E tecendo asas em lugar de amarras.

Gentileza


Gentileza...
Sentimento ofertado!
Que desliza e traz o tom...
A visão da brandura da alma.
Onde encerra a beleza que adorna o amor
Que nos une em dois... Ou mais.

Mão do tempo


Por trás do que sentimos
Há coisas que nos marcam para sempre.
Mas temos que respeitar o nosso tempo.
Se forem lágrimas... Choremos.
Se forem alegrias... Sorriamos.
Compasso e harmonia
Na disposição que nos é oferecida pela vida.
 Assim acolheremos nossos sentimentos
Sem necessidade de sermos fracos ou fortes.
Apenas sendo nós mesmos
Considerando os nossos limites.

Delicadeza


A poesia invade os espaços
E reflete na imagem que vejo
Gravando em meu olhar
A paisagem que ficou em mim...
Delicadeza.

Luz


Basta acreditar 
Que a luz penetra
E aporta
Onde sempre há esperança
Depois...
Novos caminhos serão preenchidos.

Acredite


Faça do teu olhar
Uma imensa janela
Sem sombras!
Imagine... sonhe
Acredite... voe
Acaricie a imensidão 
Com tuas asas.

Paciência


Na paisagem despida do tempo
A brisa sopra vida...
Tonalidades
Contrastes
Matizes
E a ternura reaparece.
Para que a vida ganhe cor
Há que se ter paciência.