REVELAÇÃO

"Hoje,

Caminho de mãos dadas

Com a felicidade.

E uma enorme vontade de viver...

Sem partida, nem chegada.

Somente uma viagem..."

May Lu

"Todas as manhãs ela deixa os sonhos na cama,

Acorda e põe sua roupa de viver."

Clarice Lispector

"Porque metade de mim é partida

Mas a outra metade é saudade"

Oswaldo Montenegro

cultivando flores

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."
O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distancia. (May Lu)

quinta-feira, 29 de março de 2012

O tempo não para



As flores na janela
Estão viçosas
Deveras
São regadas por lágrimas
Pelo choro da saudade
Debruçada sobre elas
É onde permaneço
Açoitada pelo vento
Perdida dentro do tempo
Absorta
À espera
Quiçá
Que tu voltes
Como uma brisa mansa
Despertando-me a aurora
No entanto 
O tempo é implacável
Passa os dias
De mãos dadas
Com as noites
Embalando os meus sonhos
Fugidios e furtivos
Que levam-me a esperança
Enquanto o jardim 
Segue florindo.

Eu quero sempre mais

Bem lá no fundo tu sabes
Que eu digo não quero
Ávida de tanto querer
E que só um beijo ao luar
Já basta
Para que eu me perca
Dentro de ti
Um suspiro
Que me escapa
Braços que me acolhem
Cálidos olhares
Que se encontram
Despertam meus sentidos
Paixões que me invadem
Quebrando o silêncio
Da alma
Apenas um beijo
Lábios famintos
Molhados
Sons de outrora
Únicos
Que falam
A única linguagem
Que nunca muda
Gritam mudos
Silenciados
Pela fome
Sedentos
De mais e mais
E a cada vez mais...
Querer sempre mais
Nunca é demais!


Entrelaçados


Segure-me
Dentro
No centro
Dos teus olhos
Eu me rendo
Cativa-me
Com teus beijos
Teus desejos
Prenda-me
Firme
No tronco
Amarre-me 
Corpo e alma
Ata-me
Pelos dentes
Laço ajustado
Rubro...
Feito de sangue
Elos de um nó
Apertado
Atado ao coração.