REVELAÇÃO

"Hoje,

Caminho de mãos dadas

Com a felicidade.

E uma enorme vontade de viver...

Sem partida, nem chegada.

Somente uma viagem..."

May Lu

"Todas as manhãs ela deixa os sonhos na cama,

Acorda e põe sua roupa de viver."

Clarice Lispector

"Porque metade de mim é partida

Mas a outra metade é saudade"

Oswaldo Montenegro

cultivando flores

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."
O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distancia. (May Lu)

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Silêncio de cortina fechada


Eu amo o silêncio
O silêncio da noite
Cheio de promessas
De segredos
Que não se diz
Mas que se sente
Paixões palpáveis
De toques
 Desejos que vem 
Momentos silenciosos
De olhares que se encontram
E dizem 
Palavras não formuladas
Estar em silêncio
Com o silêncio
É estar num lugar seguro
Livre de receios
aprendendo
absorvendo 
O que nos diz o silêncio
Silêncio de cortina fechada
Sou uma ilha em silêncio
Para sobreviver.

Amor (nasce,cresce,permanece)


 Quando o desejo vira amor
 Quando a semente vira flor
 Nasce,
 A ternura da beleza.
  
 Quando o sonho é real
 Quando a convicção é fatal
 Cresce,
 A esperança no coração.
  
 Quando nasce a ternura da beleza
 Quando cresce a esperança no coração
 Permanece,
 Um sentimento para sempre.

( Matheus Rodrigues Aguillar Gera )

Eu não sei a cor do céu


Eu não sei a cor do céu
Uns dizem azul como o céu
Outros dizem azul celeste
Mas já vi o céu cinza
De um cinza quase negro
Que dói de solidão
Já vi um céu branco
De tão límpido parecia chorar
Pela falta do azul
Já vi o céu laranja-avermelhado
Parecia melancólico
Com saudades do passado
Mas é o mesmo céu
Céu aberto
Céu testemunha
Perdido na imensidão.

Apenas May


Sou uma bagunça
Metades do meu todo

Molduras diferentes
De um mesmo retrato

Com a mesma característica
A mesma essência

Sou partículas... Sou conjunto
Tudo reunido

Anexos de mim mesma
Numa busca incessante

Estão todas juntas a voar
São como folhas que flutuam

Sem destino... Sem rumo
Só vontade de chegar...


Nasce um novo coração


No ventre nasce um nova mulher
No peito bate um novo coração
Já ouço suas pulsações
Que me tocam a alma
Estou tomada de emoção
Floresci da minha solidão!
Fui concebida...
Renasci das cinzas
Aprendi com meu silêncio
Meus abismos...
Que ouvir a voz do coração
É ouvir a Deus
Coração bate cheio de sabedoria
Em saber que sou louca
Em minha lucidez
E que sou lúcida 
Em minha loucura
Sendo louca ou lúcida
É o mesmo coração que bate
 Que ama e encanta
Com as pequenas coisas
Como o barulho do vento
Ao beijar meus ouvidos
Dizendo que o mundo
É uma ciranda azul
E que tenho de ser equilibrista
Que se a lua não vem a mim
Eu vou até ela
Lua cheia de segredos
Acabou por me contar
Que o amor não usa máscaras
Ele é puro
Inconfundível!
E que para andar de mãos dadas
Não basta só querer
É preciso caminhar juntos
Seguir na mesma direção 
E que nem tudo vale a pena
Mesmo quando a alma é grande
Contrariando o grande
Fernando Pessoa
Que nos disse:
"Tudo vale a pena
Quando a alma não é pequena"
Uma alma grande não deve doar 
Sorrisos e agrados
 A uma alma pequena
Não vale a pena...
Hoje eu quero mais
Quero o sorriso dado... 
Retribuído!
Não quero só afagar
Quero ser afagada
Quero a ternura compartilhada
Nas palmas das mãos.

Uma hipocrisia


Cobram-nos sinceridade
Mas se você é sincero
Você é um maluco
Que não sabe o que diz
Ninguém quer te ouvir
Não querem escutar a verdade
Você é um embaraço
Dizer a verdade é muito bom
Mas se detesta ouvi-la!
...
"Pouca sinceridade é uma coisa perigosa,
E muita sinceridade é absolutamente fatal."
 OscarWilde
...
Podemos ser sinceros em silêncio
Se expressarmos em voz alta
Pode haver até "linchamento"
Ser sincero demais te torna um ingênuo
Por achar que as pessoas vão lhe ouvir
Só vão ouvir o que lhes são convenientes
Uma hipocrisia
Neste mundo de conveniências
Hoje te amam
Mas se lhes for conveniente
Amanhã te viram as costas
Passam do outro da rua
Hoje elas te aprovam
Elogiam-te
Mas se lhes for conveniente
Amanhã te jogam na lama
Chutam-te
&
Passam por cima
De você 
Da sua verdade...
"O mundo é mascarado".



Ventos da meia-noite


Sou só mais um corpo 
Cansado e entristecido
Cheio de cacos no peito
A tristeza vertendo lágrimas
Chora a dor de sua ausência
sufocada
Pelos dias que não passam
São ventos da meia-noite
Dentro da escuridão
Fria e escura noite
 Que transforma em cinzas 
Meu coração
Imploro por libertação! 
Deixe-me seguir...
Em paz...
Sem o rosto da saudade
Sussurrando para mim 
Nessa perturbadora solidão.