REVELAÇÃO

"Hoje,

Caminho de mãos dadas

Com a felicidade.

E uma enorme vontade de viver...

Sem partida, nem chegada.

Somente uma viagem..."

May Lu

"Todas as manhãs ela deixa os sonhos na cama,

Acorda e põe sua roupa de viver."

Clarice Lispector

"Porque metade de mim é partida

Mas a outra metade é saudade"

Oswaldo Montenegro

cultivando flores

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."
O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distancia. (May Lu)

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Aconchego


Na inquietude do meu desespero
Na incompletude da minha alma
Você invadiu-me a casa num abraço.
E eu acreditei tão certo
Que você me teria ao seu lado
Para depois enxergar 
Que me tem é dentro.
Mansamente transpuseste-me o medo
Que me antecedeu a coragem de ter você.
Gentilmente 
Você me sorriu
E sorri de volta
Descansei dos pavores
Das incertezas e das dores
Na paz do seu sorriso
Não é aconchego o nome disso?
____
Após os temporais de quase uma vida
A quietude finalmente e suavemente
Acomodou-se ao fundo da minha alma.
E certamente compreendi
Que a paz é proporcional
A pureza dos sentimentos
E aprendi a dar espaço para ela.
É-me tempo bom!
Feitos de enternecimentos...
-----------
Há tanto amor abrigado nos seus braços
Quando em ti busco repouso
Que me é impossível não enternecer
Pelo lindo caminho  fizeste
Com teus laços de ternuras
Em volta do meu coração.

2 comentários:

edumanes disse...

Naturalmente, caminhando
Sem loucura com certeza
Ao seu cantinho chegando
Por você recebido com gentileza!

Para você trago flores
As receba em seu cantinho
Para perfumar os seus amores
Por mim oferecidas com carinho!

Boa noite para você,
amiga may lu,
beijinho
Eduardo.

Zélia Cunha disse...

Oi amiga!

Que lindo poema!
Nada melhor que um aconchego após a tempestade... Porto seguro.
Amei o comentário lá no meu blog. No teu aconchego um suave amanhecer!
Beijos