REVELAÇÃO

"Hoje,

Caminho de mãos dadas

Com a felicidade.

E uma enorme vontade de viver...

Sem partida, nem chegada.

Somente uma viagem..."

May Lu

"Todas as manhãs ela deixa os sonhos na cama,

Acorda e põe sua roupa de viver."

Clarice Lispector

"Porque metade de mim é partida

Mas a outra metade é saudade"

Oswaldo Montenegro

cultivando flores

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."
O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distancia. (May Lu)

domingo, 23 de setembro de 2012

O caminho da lagarta


Ouço a melodia do fremir das asas
E ensaio uns passos para fora do invólucro.
Sob um feixe de luz...
O movimento.
Neste infinito segundo
Sugo a magia da existência
Vou e venho
Sem saber para onde seguir.
Estremeço ao serpenteio das cores.
Entre o casulo e eu
Ainda existe uma eternidade de sonhos
Ainda há promessas adormecidas.
Desvendei-me
 Mas não me encontro...
No profundo alvéolo permaneço
Insinuando o voo
Vezes e vezes sem fim.




3 comentários:

edumanes disse...

No caminho da lagarta
E as cores da tua vida
Na mar numa fragata
Nas altas ondas à deriva?

Num porto seguro uma flor
A fragata encostou
Estava lá o teu amor
Para sempre com ele te levou!

Bom domingo para você,
beijinho
Eduardo.

Eu...Suzana disse...

Amei..muito lindo!! A descrição suave do nascimento de uma borboleta, a delicadeza das palavras, fantástico. Gostei demais. Beijos minha amiga May Lu e boa semana.

Enigmático Byjotan disse...

Começa "miudinho" e vai num crescente, como a própria borboleta que surge.Lindo.Beijo grande de leitor.:-BYJOTAN.