REVELAÇÃO

"Hoje,

Caminho de mãos dadas

Com a felicidade.

E uma enorme vontade de viver...

Sem partida, nem chegada.

Somente uma viagem..."

May Lu

"Todas as manhãs ela deixa os sonhos na cama,

Acorda e põe sua roupa de viver."

Clarice Lispector

"Porque metade de mim é partida

Mas a outra metade é saudade"

Oswaldo Montenegro

cultivando flores

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."
O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distancia. (May Lu)

sábado, 10 de dezembro de 2011



Não me julgue
Já tenho minha sentença...
Uma alma de muitas idades
Não procure-me na aparência
Procure pelo meu eu
Minha transparência
Procure a verdade
E acharas a essência
Da criança esquecida
Do colibri que esteve aqui
Dos vôos que nunca fiz
Dissipe-me... Revele-me
O mistério na poesia.



Os mortos



Cenas adormecidas
Que a qualquer momento
Pode ressuscitar os mortos
Emoções guardadas, veladas.
Lembranças, sensações esquecidas.
Soterradas no recôncavo do meu eu
Passado que tem formas
Imagens que tem rosto
Medo e dor
seqüelas
 Da luta pela sobrevivência
Sair das sombras
Fantasiar a aparência
Quebrar o círculo
Paredes que me foram impostas
Entre a sanidade e a  loucura
Em busca da identidade
Da cura.

 

Quem sou eu?


Paisagens tão antigas
Dentro da uma alma velha
Até parece que venho 
De outros tempos
De outras vidas
Personagens esquecidas
E revividas
A quem empresto a voz
O sorriso, as emoções
Até que me perco
E não me tenho
Tantos eu em mim
Em lugares que nunca estive 
Mas que estão ali
Gravados na memória
Contando minha história. 

Eu estava só



Porque o silêncio?
Você não percebeu 
Quando fechei a porta.
Fui saindo tão de mansinho...
Numa férrea luta para não ir.
De calar-me as palavras
Voltar para o meu eu...
Escorregando
Para dentro de mim.
Onde estava você?
Quando lhe sorri
Gritei e implorei com os olhos.
Dizendo-lhe estou aqui.
Ame-me, me tenha e socorre-me.
Porém numa mágoa que sangra 
E me dói percebi...
Eu estava só
Antes e agora.




Quando o sorriso não alcança o coração
Sorrimos de fora para dentro
Pois sorrir de dentro para fora dói...