REVELAÇÃO

"Hoje,

Caminho de mãos dadas

Com a felicidade.

E uma enorme vontade de viver...

Sem partida, nem chegada.

Somente uma viagem..."

May Lu

"Todas as manhãs ela deixa os sonhos na cama,

Acorda e põe sua roupa de viver."

Clarice Lispector

"Porque metade de mim é partida

Mas a outra metade é saudade"

Oswaldo Montenegro

cultivando flores

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."
O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distancia. (May Lu)

domingo, 14 de agosto de 2011

Obrigado!


Obrigado por ser quem você é
Por me dar esperança
E aumentar a minha fé
 De que em tudo há mudança
Que existe cura para os medos
Basta somente ter confiança
Para escrever novos enredos.
Obrigado por me ajudar na caminhada
 Mostrar-me o dia, a alvorada.
E ver comigo o brilho da lua
No silêncio da madrugada.
Obrigado por me ensinar a dançar
E foi dançando comigo na rua
Que me mostrou que o amor continua
Basta somente amar.
Obrigado por segurar minha mão
Por estar ao meu lado
Mesmo quando eu estive afastada
Tentando esconder-me na escuridão.
Obrigado por me mostrar as cores do arco-íris
E fazer-me saber que ainda posso ser feliz.
Obrigado por ajudar-me a enxergar
As estrelas na escuridão da noite.
Por mostrar-me que as águas da vida
Têm correnteza
Para limpar as impurezas.
Obrigado por fazer-me acreditar
Que é possível restaurar
Pedaços de uma alma.
Obrigado pela paciência que tem tido
Nas horas que perco as forças
Pois sei que se sente meio perdido.
E que muitas vezes tem ficado até sentido.
Porém tens ficado ao meu lado
Acolhendo-me com um abraço apertado.
Obrigado é pouco para expressar
Tudo que quero lhe falar...
Das suas mil e uma maneiras 
De me amar.
Sei que por vezes lhe sou penosa
Com esse meu jeito em ser teimosa.
Tantas vezes fico adiando
 Para o amanhã fico deixando
O que já era para ter feito.
Mas você chega com jeito
E de uma forma carinhosa
Me mostra que é preciso
Ser mais atenciosa
Em meu modo de decidir...
Só assim eu vou sentir
Que para tudo existe um fim.

Colcha de Retalhos


Ainda trago comigo
Aquela colcha de retalhos
Lembranças trazem-me contigo
De um amor feito aos pedaços

Retalhos de tecidos
Todos coloridos
De cortes e recortes

Esta já desbotada pelo tempo
Mas tem gravada nossa história
De cores e sabores levados pelo vento
Só restando na memória

Arrepios e carícias
Fogo e paixão
Amor cheio de delicias

Colcha molhada de pranto
É onde choro minha dor
Quebrou-se todo o encanto
Da nossa história de amor.