REVELAÇÃO

"Hoje,

Caminho de mãos dadas

Com a felicidade.

E uma enorme vontade de viver...

Sem partida, nem chegada.

Somente uma viagem..."

May Lu

"Todas as manhãs ela deixa os sonhos na cama,

Acorda e põe sua roupa de viver."

Clarice Lispector

"Porque metade de mim é partida

Mas a outra metade é saudade"

Oswaldo Montenegro

cultivando flores

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."
O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distancia. (May Lu)

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Deixa eu te amar



Deixe que entre o amanhecer
Respire esse meu amor
Não impeça o sol de nascer
E aquecer-te com meu calor.

Deixe-me te ter em meus braços
Nesse encaixe que nos completa
Juntos num só compasso
Em versos... Em poesia.

Deixe-me te ter bem juntinho
Feito nó de um mesmo laço
Encher-te do meu carinho
Viajar no teu espaço.

Deixe eu te querer bem...

Toca-me


Sinta-me! Nas pontas dos seus dedos.
Olha-me! com a força do teu olhar.
 Acalme-me e Acabe com meus medos.
Com teus beijos e afagos vem me amar.

Toca-me! Vem minha pele arrepiar.
Vem sentir o meu calor.
As delicias desse amor.
Faz-me em teus braços delirar.

Renda-me! Possua-me por inteira.
Sussurre em meus ouvidos.
Entre gemidos... Eis-me verdadeira.
Mais que sonhos coloridos.

Toca-me! Como se fosse a primeira vez.
Desnuda-me a alma, me traga à vida.
Ama-me sem pudor... Com avidez.
Sacie meus desejos, até me sentir vencida.

Além Da Alma


Consegue Enxergar-me?
Insondável em meu abismo...
Na profundeza da minha alma
Sou eu, frágil como um vidro
Como que patinando em gelo
Mas para enxergar-me
Teria que me amar
Um amor sem meias verdades
Amor que resgata e cura
Que consegue ver além
Das minhas cicatrizes 
O genuíno adormecido
Amor puro e verdadeiro
Para atravessar no meu medo
Descobrir o meu segredo
Aquecer-me e derreter o gelo
Sentir além da névoa 
Amar além da vida
Amor assim... Só de alma!
Seria capaz de entregar assim?
Olhar dentro dos meus olhos
E enxergar-te dentro de mim
Deixar sua alma na minha
Ser o fogo que me aquece
Minha luz na escuridão
Amar-me-ia sem me ferir mais?
Far-me-ia um vaso novo?
Moldado pelo seu amor
De mãos que me afagam
De carinhos que me restauram
Ah! Mas para amar-me assim
Teria de estar em mim
Um amor somente meu
Só assim meu coração no teu
Amor selado no céu.