REVELAÇÃO

"Hoje,

Caminho de mãos dadas

Com a felicidade.

E uma enorme vontade de viver...

Sem partida, nem chegada.

Somente uma viagem..."

May Lu

"Todas as manhãs ela deixa os sonhos na cama,

Acorda e põe sua roupa de viver."

Clarice Lispector

"Porque metade de mim é partida

Mas a outra metade é saudade"

Oswaldo Montenegro

cultivando flores

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."

"Alguns procuram a felicidade, outros a criam."
O que é bonito tem vínculos dentro do tempo e da distancia. (May Lu)

domingo, 27 de novembro de 2011

Salada


Adoro o sabor do teu beijo
Exótico com gosto de romã
Inflama, incendeia o desejo
Igual ao pecado da maça

Essa sua boca vermelha
Cremosa como uma manga
Que também se assemelha
A uma saborosa pitanga

Essa sua pele acetinada
Como um pêssego macio
Que me deixa enfeitiçada
Cheira a caju, me delicio

São frutas tão gostosas
Que meu corpo enlouqueceu
Entre carícias voluptuosas
Quando afago o corpo seu.

Fora de alcance


Explosão de sentimentos?
Talvez ferimentos!
São marcas na alma
De um querer demais,
Quando se doa por inteira.
É voar alto sem ter asas
Ir além, estar fora de alcance.
É ter o que não nos é dado
Um ponto final quando não da mais...
 

Vida


Raízes se aprofundando
Brotos em busca de vida
A vida a espera da seiva.
No útero esta protegida
Às vezes sente-se cativa
A espera, em expectativa.
Ser, elementos existenciais.
Batimentos, pulsações vitais.
Em busca da essência, a origem. 


segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Otimismo

 

Retenho as palavras de amor
Esqueço as bofetadas, a dor.
Conservo o sorriso, o encanto.
Enxugo as lágrimas, o pranto.
Guardo as rosas que me ofertam
Retiro os espinhos que me ferem.
Preservo a alegria da chegada
Olvido as névoas da partida.
 Observo o caminho vencido
Ainda há muito a ser percorrido.


domingo, 13 de novembro de 2011

Gestação de palavras


Pensamentos vagando
 Inspiração faltando
Às vezes é assim
Somente vazio sem fim...
Vácuos, vislumbres de palavras.
Em gestação elas estão.
Depois do nascimento
São para sempre.
Ou não?
Talvez sejam somente palavras
Ao vento...


Se me perder um dia


Se me perder um dia
Procure-me no silêncio da noite
No brilho da lua distante
Procure-me na brisa que passa
No sopro do vento divagante
Quem sabe me vislumbre
Em uma estrela fulgurante
Numa canção, num sonho.
Talvez nos versos que componho
Sobretudo me procure dentro de ti
Certamente estarei lá.